Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas Petições:

latest

Perguntas e Respostas #1 | c/ o Apoio PAN

De forma a respondermos às questões dos nossos leitores, decidimos contactar diversas associações e partidos, para obtermos as melhores e ma...

De forma a respondermos às questões dos nossos leitores, decidimos contactar diversas associações e partidos, para obtermos as melhores e mais credíveis informações. Após algum tempo, recebemos resposta do partido PAN ::: Pessoas, animais e natureza, apenas. Neste artigo pode ler a resposta que nos foi dada a algumas das vossas perguntas.
Se pretender ver a sua pergunta respondida, envie-nos um email com o seu nome e a sua pergunta para filipaze98@gmail.com.



1. Encontrei um animal na rua, está doente, não tem chip, e apresenta sinais de uma doença que precisa, obrigatoriamente, de cuidados médico-veterinários. Como devo proceder, se não tiver possibilidades de pagar os cuidados? 


Deverá contactar o médico veterinário municipal, através dos contactos disponíveis no site da Câmara Municipal




2. Existe algum hospital Veterinário publico, ou publico-privado que seja comparticipado pelo estado? 


 Não, o que existe são hospitais solidários em que o valor cobrado é inferior ao praticado pelas clínicas veterinárias




3. Posso colocar para despesas de IRS, quaisquer despesas com o meu animal de estimação, como ração, veterinário ( vacinas obrigatórias, colocação de chip, etc.. )?

Não, apenas poderá deduzir as despesas realizadas no médico veterinário.




4. Sou o dono de um animal de estimação ( cão ou gato ), com todas as vacinas obrigatórias e chip. O animal fica doente, levo-o ao veterinário, e informam-me que o animal precisa de sérios cuidados veterinários. Não tendo possibilidade de acatar as despesas, em que circunstancias é aceitável proceder à eutanásia?- 


A eutanásia deve ser o último reduto, pois se há esperança de cura devemos fazer por isso. Cada médico veterinário é que deverá analisar a situação e aconselhar mas a decisão final é sempre do detentor. Há sempre hipóteses alternativas como apelos e recurso a protocolos com as clínicas veterinárias.



Agradecemos mais uma vez ao PAN pelas resposta curtas, diretas e de fácil interpretação. :)

Sem comentários

Obrigado pelo seu comentário!