Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas Petições:

latest

Um foco na crueldade | Petição | World Animal Protection

O seguinte artigo foi retirado do site  worldanimalprotection.org.br  e adaptado. O novo relatório “ Foco na Crueldade: o impacto nega...

O seguinte artigo foi retirado do site worldanimalprotection.org.br e adaptado.

O novo relatório “Foco na Crueldade: o impacto negativo das selfies com vida silvestre na Amazônia” revela os efeitos prejudiciais da crescente popularidade das selfies com animais silvestres.

A equipa de especialistas e investigadores da WAP, conduziu a primeira análise abrangente de atrações turísticas que oferecem diferentes formas de contato direto com a vida nativa na América Latina.

A pesquisa traz à tona a preocupação de que muitas dessas atrações estão explorando os animais de forma cruel - além de desrespeitar as leis de proteção animal - para oferecer aos turistas a oportunidade de tirar fotos com eles e depois compartilhá-las nas redes sociais.

Descobriram que:
  • 54% das 249 atrações ofereciam contato direto com animais, como segurá-los para tirar fotos
  • 35% utilizavam comida para atrair os animais silvestres
  • 11% ofereciam a oportunidade de nadar com animais silvestres

Homem segurando uma Preguiça para tirar uma fotografia - Esta imagem foi retirada do site da WWF

A equipa da WAPtambém fez investigações em campo em duas cidades da região Amazônica: Manaus, no Brasil, e Puerto Alegria, no Peru.

Em Manaus, dezoito operadoras de turismo ofereceram a oportunidade de segurar ou tocar nos animais silvestres em 94% dos passeios. Essa atividade foi ativamente encorajada em 77% deles.

Na cidade de Puerto Alegria, os animais silvestres também eram oferecidos como acessórios para fotos em três locais, que cobravam cerca de 15 dólares por turista. Só nesses três locais, encontramos 40 animais de 24 espécies diferentes.

De modo geral, a WAP evidenciou o impacto devastador que o manuseio repetido, as condições precárias de bem-estar, a exposição contínua à fotografia com flash e os ambientes não naturais podem ter sobre esses animais. Eles sofrem com estresse, doenças, lesões e até mesmo morte prematura.

É imporantíssimo protegermos tomarmos medidas o mais rápido possivel, pois o bem estar destes animais está à mercê de empresas que são movidas apenas pelo lucro.

Assinar a petição ( Clique aqui )
Ler o artigo na íntegra ( Clique aqui )

2 comentários

  1. Olá, Filipe! Parabéns pelo blog e bonito trabalho em defesa dos animais. E obrigado por divulgar nosso trabalho. Quanto mais pessoas souberem sobre o impacto negativo que o turismo com animais silvestres causa a eles, mais moveremos o mundo para que esse tipo de prática deixe de existir.
    Notamos, porém, que houve uma pequena confusão em relação à autoria do estudo. Somos a WAP (World Animal Protection - Proteção Animal Mundial) e não WWF. Você se importaria de mudar essa informação no seu texto, por favor? Obrigado novamente por divulgar nosso trabalho!
    Um grande abraço de toda a nossa equipe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Peço imensa desculpa por esse meu lapso e peço tambem desculpa por estar a responder tanto tempo depois! Já alterei o que mencionaram e gostava muito de entrar em contacto convosco para falarmos de uma parceria. Não encontrei forma de contacto no vosso site e ficava muito contente que entrassem voces em contacto comigo. Para não estar a divulgar o meu email peda-vos que me escrevessem utilizando o simbolo da carta no canto superior direito da tela. Agradeço o vosso contacto e peço mais uma vez desculpa pelo que aconteceu. Obrigado, Filipe

      Eliminar

Obrigado pelo seu comentário!