Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Últimas Petições:

latest

Animais Para Alimentação

Nesta página iremos descrever como realmente se produzem os alimentos de origem animal, expondo algumas empresas e marcas. Devemos lembrar que não estamos em representação de nenhuma entidade.
Antes de mais, devemos relembrar que apenas iremos falar de alguns produtos para tornar a página mais atractiva e de fácil leitura. No entanto, expecto os alimentos de origem animal de que falamos em Aprenda a Comprar, todos os outros estão, de alguma forma, sujeitos a algum tipo de violência. 

Criação Intensiva

Neste tipo de criação, os animais estão confinados a pequenos espaços, muitas vezes sem nenhum espaço para movimento. Não têm acesso a luz natural e toda a sua alimentação é à base de produtos químicos o que reduz brutalmente a esperança média de vida destes animais.



As porcas e as vacas são mantidas num espaço igual ao seu tamanho para que não se consigam mexer e permitir assim às crias mamarem sem pararem. Logo que as mães deixam de produzir leite é-lhes induzido o cio para engravidarem assim que possível e voltarem ao ciclo outra vez. É importante salientar que, enquanto que a esperança média de vida de uma vaca leiteira é 16 anos, em cativeiro dificilmente atinge os 4 anos.

Alimentos

  • Patê de fígado de ganso: São usados, por ano, cerca de 10 milhões de gansos e patos para a produção do patê. As aves são mantidas, durante toda a sua curta vida, confinadas permanente dentro de gaiolas minúsculas, o que as impede de fazer qualquer movimento. Alimentadas de 3 a 5 vezes ao dia – quando são seguradas pelo pescoço -, têm seus bicos abertos, onde é introduzido um cano metálico de 20 a 30 cm de comprimento, que chega até o estômago do animal. Uma alavanca é, então, acionada e bombeia, de uma vez, através desse cano, uma mistura de milho, gordura e sal. Cada ave é forçada a ingerir até 3,5 kg dessa ração por dia, o que equivale a um ser humano ser forçado a comer 12,5 kg de macarrão por dia. Após a alimentação, um anel elástico é apertado no pescoço da ave para impedir que regurgite. Após 4 semanas de alimentação forçada, o animal é morto e seu fígado, retirado para produzir o patê. 
  • Vitela: O sofrimento do bezerro começa logo no 1º dia de vida, quando é separado da mãe e trancado em um compartimento á medida do seu tamanho. Muitos não permitem até que o animal se deite. A intenção é impedir o desenvolvimento dos músculos e garantir a carne tenra. A alimentação é feita apenas com leite. "Privar o bezerro do consumo de fibras e minerais presentes nas pastagens gera uma deficiência de ferro que pode levar à anemia", explica o veterinário José Luciano Andriguetto, professor da Universidade Estadual do Paraná. Para evitar que os animais adoeçam, os produtores geralmente fornecem grande quantidade de antibióticos. Com 4 a 6 meses de vida, os bezerros são retirados do compartimento. Experimentam a liberdade em alguns passos e vão diretos para o abate.